09 de setembro 2013

A Ilha de Páscoa possui formação vulcânica – três vulcões que surgiram em épocas diferentes são os responsáveis pelo aspecto triangular da ilha – e é da encosta de Rano Raraku que os Rapa Nui retiraram as pedras para construir os Moai.

Os vulcões da Ilha de Páscoa, desativados há milhares de anos, foram muito importantes para a vida Rapa Nui – além das pedras, os lagos internos formados pelo acúmulo da água da chuva matavam a sede do povo e a vegetação nativa do Rano Kau, um dos cenários mais exóticos do mundo, é sagrada para os Rapa Nui, sendo usada para confeccionar roupas e cordas.

O vulcão Teravaka na verdade é um conjunto de várias pequenas crateras e forma o ponto mais elevado da Ilha de Páscoa, com seus 500m de altitude. A trilha que leva até lá é bem fácil e gasta-se cerca de 1:30h em cada sentido. A vista lá de cima, de 360 graus, é muito bonita.

A Ilha de Páscoa possui ainda várias outras crateras, grandes e pequenas, de diversos vulcões adormecidos, mas os mencionados acima são os principais deles e se você está de viagem marcada para o Umbigo do Mundo, não pode deixar de conhecê-los.



0 comentários | Adicione o seu »

Comentar