06 de maio 2013

Todo mundo já sabe que alimentação balanceada, exercícios regulares, álcool sob controle, cigarro à distância e muitas horas de sono são pré-requisitos para a longevidade. A novidade agora é que sua personalidade e meio em que vive também influenciam para viver mais.

Segundo uma pesquisa que levou 90 anos para ser finalizada, conviver com outros, não parar de exercitar a mente com algum trabalho mesmo depois da aposentadoria e desenvolver pensamentos religiosos são fundamentais para cultivar benefícios físicos e mentais que prolongam a vida. A pesquisa também concluiu que há um índice menor de doenças cardiovasculares relacionado ao consumo diário de até duas doses –  apenas uma para mulheres – e que palavras cruzadas salvam vidas (atividades que exercitam seu cérebro mantêm sua inteligência e prolongam sua lucidez).

Vale o esforço para de cultivar novos hábitos para viver mais e melhor! Para conferir mais conclusões dessa pesquisa quase centenária, clique aqui.



0 comentários | Adicione o seu »

Comentar